Bonnie Tyler

Bonnie Tyler

  Sábado, 19 de Novembro de 2022 - Abertura: 19:00 - Início: 21:00

Jeunesse Arena
Av. Emb. Abelardo Bueno, 3.401 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

Classificação: Livre

Organizador: PH Entretenimento Ltda (CNPJ: 15.572.442/0001-80)

Sobre a Jeunesse Arena

Construída para receber competições esportivas durante os Jogos Panamericanos de 2007, a Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, se tornou referência de legado bem administrado no Brasil e importante ferramenta de atração de oportunidades para a cidade, com papel fundamental nesta retomada da economia. Desde 2007, a gestão é feita pela multinacional francesa GL events. O espaço multiuso segue o padrão das principais arenas do mundo, com configurações customizadas para realização de eventos com público que pode variar entre 300 e 18 mil pessoas. Mais informações: http://jeunessearena.com.br/

 

Bonnie Tyler

Gaynor Hopkins , mais conhecida como Bonnie Tyler, nasceu no ano de 1951 em Gales, Reino Unido. Desde criança gostava de diferentes estilos musicais e tinha o hábito de escutar Janis Joplin e Tina Tuner, cantoras que foram referências para Bonnie.

Com 17 anos, ela participou de um concurso de talentos e cantou uma música que havia sido interpretada anos antes por uma cantora de mesmo sobrenome, Mary Hopkin. A música escolhida foi "Those Were the Days" garantindo para Bonnie o segundo lugar no concurso.

Suas primeiras aparições como cantora foram como integrante do grupo Bobby Wayne and the Dixies". Um tempo depois, ela formou sua própria banda chamada Imagination que tocava nos bares da cidade. A banda durou 10 anos e ficou bastante conhecida em Gales.

Em 1975 Bonnie Tyler gravou seu primeiro single intitulado "My My Honeycomb", sem atingir grande impacto. O segundo single, "Lost in France", foi lançado em 1976 e demosntrou o grande talento da cantora. A música ficou em décimo lugar nas paradas britânicas.

As apresentações em bares de ingleses trouxeram muita sorte a Bonnie. Foi nesse ambiente que ela conheceu seu marido e onde conheceu os produtores Roonnie Scott e Steve Wolfe que assumiram Bonnie de 1976 a 1981.

Depois de algumas divergências com seus produtores que queriam transformá-la em uma cantora country, Bonnie decide mudar de gravadora (passou a trabalhar com a CBS) e também contratar um novo produtor Jim Steinman.

O resultado dessas mudanças foi a gravação do hit Total Eclipse Of The Heart com a qual ela tornou-se a única artista galesa a colocar uma música no número 1 no Reino Unido e Estados Unidos ao mesmo tempo. A música, foi tirada do álbum "Faster Than The Speed Of Night" que alcançou um Record Guinness por ser o primeiro álbum de uma cantora a estrear direto no número 1 na parada inglesa, neste período ela foi indicada ao Grammy por Melhor Cantora Pop por "Total Eclipse Of The Heart" e a outra indicação era por Melhor Cantora de Rock por "Faster Than The Speed Of Night" . Teve ainda outros sucessos como "Holding Out For A Hero" do filme Footloose, "Here She Comes", trilha sonora do filme Metrópolis relançado em 1984 por Giorgio Moroder, pela qual ela recebeu outra indicação ao Grammy de Melhor Cantora de Rock, seguidos pelos discos "Secrets Dreams and Forbidden Fire" de 1986 e "Notes From America" de 1988.

Na década de 1990 trocou a CBS pela BMG e seus discos dessa fase "Bitterblue", "Angel Heart" e "Silhouette In Red" foram sucesso entre a Europa, África do Sul e o Japão, em 1994 Bonnie recebe o ECHO Award (o Grammy alemão) na categoria Melhor Cantora Internacional. Em 2004 ela retorna com uma versão em francês do seu clássico "Total Eclipse Of The Heart" agora com o título de "Si Demain (Turn Around)", um dueto com a cantora e atriz francesa Kareen Antonn e volta ao número 1 na França, Bélgica e Polônia.

Em 2006, quando completou 30 anos de carreira Bonnie lançou seu primeiro cd ao vivo "Bonnie Tyler Live" o dvd "Bonnie On Tour", um cd no Reino Unido "Celebrate" seguido pelo single "Louise".

Em 2007, Bonnie gravou uma versão Disco/Punk de Total Eclipse of the Heart com a banda "Babypinkstar", e lançou o Greatest Hits From The Heart, que alcançou o top 40 no Reino Unido e o top 10 na Irlanda. Além de todos esses lançamentos Bonnie pretende voltar a gravar com Jim Ste

Fonte: https://www.letras.com.br/bonnie-tyler/biografia

MEIA-ENTRADA.

De acordo com a Lei Federal 12.933 e o Decreto 8.537 tem direito a meia entrada estudantes portadores da carteira de identificação estudantil (CIE) expedidas nos termos da lei, pessoas com deficiência, inclusive seu acompanhante quando necessário, sendo que terá direito a este beneficio no evento desde que comprove estar nesta condição, jovens de 15 a 29 anos cadastrados no CadÚnico e cuja renda familiar mensal seja de até 2 salários mínimos, a cota reservada de ingressos será de 40% do total de ingressos disponíveis para a venda em cada setor, além de professores da rede estadual e municipal portadores da carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação, Idosos com idade igual ou superior a 60 anos.

 

Menores de 21 Anos

Conforme determina a Lei Estadual 3.364 do ano 2000, no estado do Rio de Janeiro a meia-entrada é um direito de todos os jovens com até 21 anos. Essa lei garante ao consumidor o direito a 50% de desconto (meia-entrada) inclusive sobre qualquer outro desconto de datas promocionais, portanto mesmo nos dias promocionais esse desconto continua valendo. A idade até 21 anos, portanto o cidadão tem o direito ao benefício até um dia antes de completar os 22 anos conforme prevê a legislação.

 

Links das leis.

Lei: 8537 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8537.htm

Lei: 12933 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12933.htm

 

ATENÇÃO:

No dia do evento haverá conferência de documento comprobatório de direito a meia-entrada, sem o documento o portador do ingresso de meia-entrada terá de pagar a diferença do valor de inteira do lote vigente.

Nenhum ponto de venda disponível

Publicidade