Armandinho

Armandinho

  Sábado, 20 de Novembro de 2021 - Abertura: 22:00

Audio Eventos
Av. Francisco Matarazzo, 694 - Água Branca - São Paulo - SP

Classificação: 18 Anos

Organizador: Audio Promoções e Eventos Ltda (CNPJ: 19.553.418/0001-54)

Armandinho

Nascido de pai gaúcho e mãe de Santa Rosa (RS), Armandinho ouviu de tudo um pouco, desde criança. O pai, com quem conviveu pouco, tocava MPB no violão e cantava muito bem. Sua mãe comprava um disco por mês, de Vinícius de Moraes a Rita Lee, e foi sua grande incentivadora. 'Foi minha mãe quem me colocou na aula de violão, aos 8 anos. Devo muito a ela por ter me proporcionado coisas úteis, não coisas fúteis', conta Armando. Com a avó, aprendeu a gostar dos artistas populares dos programas da rádio Farroupilha AM. O padastro, um 'gauchão bem tradicional', ouvia música regional, incluindo os argentinos Mercedes Sosa e Ariel Ramires. 'Aprendi desde cedo a conviver com vários tipos de som. É claro que o meu gosto pessoal entrou na história, mas acho que essas influências continuam presentes, de alguma maneira', completa.

Formou a primeira banda ainda nos tempos de estudante, em 85, com colegas também moleques. Com 12 anos, Armandinho já compunha e sua primeira canção a estourar nas rádios anos depois foi escrita nessa época, "Sexo na caranga". 'Nem sonhava em ter uma caranga, muito menos sabia o que era sexo, mas já imaginava como seria', brinca Armando. Teve a 'fase Beatles', a 'fase Rolling Stones' e uma idolatria por Elvis Presley que lhe rendeu o primeiro e doloroso contato com a morte: 'Me lembro quando o Cid Moreira anunciou a morte do Elvis no Jornal Nacional, eu tinha sete anos e foi um choque pra mim!', conta.

Mas foi na MPB e nos 'bares da vida' que Armandinho moldou seu caminho. 'MPB e reggae brasileiro, sempre foi esse o meu lance. Na noite, acho que toquei quase todas as canções do Djavan! A gente pegava canções da MPB e fazia novos arranjos na levada reggae e a coisa foi dando certo. Acabamos inventando uma batida de viola que virou febre nos bares de Porto Alegre há seis, sete anos atrás'.

O divisor de águas entre a noite e o sucesso radiofônico foi uma fita cassete com dez canções, entregue ao diretor da Rádio Atlântida, braço da poderosa Rede RBS, da qual o selo Orbit também faz parte. 'O Gerson Pont escolheu a música "Folha de Bananeira", que eu compus moleque, e botou pra tocar. Bombou na hora', lembra Armandinho. 'Depois, foi a vez de "Rosa Norte", bombou de novo'.

O projeto, que sai em 2006 pela Universal Music, captura a energia do público que lotou o Rancho Maria's e traz todos esses hits de Armandinho e sua banda, a começar pela cadenciada "Desenho de Deus" , primeiro single do álbum. O estilo pop/mpb/reggae de Armandinho está presente em canções como "Balanço da rede", "Justiceiro", em levadas mais cadenciadas como "Pela cor do teu olho" e "Casa do sol", além da inédita "Lua Nova" , entre outras canções assinadas pelo gaúcho.

Sem se preocupar com rótulos - 'sempre que perguntam se eu sou o Armandinho do reggae, eu respondo que esse é o reggae do Armandinho' -, ele mira o foco em seu público. 'O meu trabalho é diversão. Quero que as pessoas fiquem felizes ao ouvir as minhas músicas. Há quem me questione por não fazer um tipo de reggae politicamente engajado, mas o meu lance não é esse. Pra mim, o reggae é um ritmo musical, acima de qualquer coisa. As minhas letras falam da minha vida, das coisas que vivo. Fui músico da noite e acho que a função da gente é divertir as pessoas que estão ali pra isso.'

Agora, é embarcar na levada de Armandinho e deixar a onda te levar...


 

Cliente Bradesco Music

O campo para você colocar o seu voucher aparecerá logo depois do botão verde "Finalizar Compra”.

 

Entre em contato: Robson@audiosp.com.br - (11) 96531-2614 Robson Adriano

 

Setor PISTA:

Acesso a pista (cor azul no mapa) Atendimento de bar, banheiro masculino e feminino com acesso direto à área de fumantes.

Setor CAMAROTE:

Boxes privados, isolados  (cor vermelho no mapa) no piso superior com mesa de centro e sofá de apoio, com vista privilegiada. Atendimento exclusivo de bar, e acesso direto à área de fumantes. (não comporta todos sentados).

Setor MEZANINO:

Mezanino no piso superior (cor verde no mapa), com vista privilegiada. Atendimento de bar, e acesso direto à área de fumantes. (Não contem mesas).

 

 

MEIA-ENTRADA.

De acordo com a Lei Federal 12.933 e o Decreto 8.537 tem direito a meia entrada estudantes portadores da carteira de identificação estudantil (CIE) expedidas nos termos da lei, pessoas com deficiência, inclusive seu acompanhante quando necessário, sendo que terá direito a este beneficio no evento desde que comprove estar nesta condição, jovens de 15 a 29 anos cadastrados no CadÚnico e cuja renda familiar mensal seja de até 2 salários mínimos, a cota reservada de ingressos será de 40% do total de ingressos disponíveis para a venda em cada setor, além de professores da rede estadual e municipal portadores da carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação, Idosos com idade igual ou superior a 60 anos.

 

Links das leis.

Lei: 8537 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8537.htm

Lei: 12933 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12933.htm

 

ATENÇÃO:

No dia do evento haverá conferência de documento comprobatório de direito a meia-entrada, sem o documento o portador do ingresso de meia-entrada terá de pagar a diferença do valor de inteira do lote vigente.

 

Classificação: menor de 18 anos apenas com pais ou responsável legal.

 

BILHETERIA AUDIO SP
Taxa de Serviço: Sem taxa

Av.Francisco Matarazzo, 694 - 05001-000, Água Branca - Zona Oeste - São Paulo - SP

Segunda à Sabado, das 13:00 às 20:00 hs, exceto feriados.

Formas de Pagamento:

Carregando conteúdo...

Publicidade